A história do vestido branco

Sabe essa história que noiva deveria usar branco, porque branco é cor da inocência, pureza, etc.? Então, eu nunca curti muito essa idéia (mesmo agora tendo comprado um vestido marfim). Primeiro, porque para mim, branco é mais cor de Reveillon, Iemanjá, etc. Segundo, porque branco simplesmente não combina comigo…gosto de cores fortes, vivas! Vermelho, amarelo! Definitivamente não me sinto “eu” de branco…(sem falar que branco engorda até Gisele Bundchen…) Por último, eu tenho uma aversão a tradições sem explicações, sabe? Não gosto muito de “ter que” fazer algo porque convenções ditam…Então, como uma boa acadêmica e doutoranda, comecei a pesquisar o porquê dessa tradição.

Descobri que a tradição de usar vestido branco no dia do casamento é relativamente recente; começou no finalzinho do século 19 mas só deslanchou mesmo no meio do século 20. Algumas noivas já usavam branco antes, mas o vestido não era um vestido exclusivo para a cerimônia. Muitas vezes o vestido era reusado após o casamento, e também era muito comum se casar com o melhor vestido no armário. Sendo assim, os vestidos de noiva eram azul, rosa, e até vermelho.
Em 1840, a Rainha Vitoria se casou com o príncipe Alberto usando um vestido branco. O casamento dela foi um dos primeiros que realmente foi publicado. Imagens do casamento e da Rainha usando o vestido branco foram distribuídas pela Europa toda. 
Mas por que a Rainha usou branco? Bem, de acordo com os guias de etiqueta da época, branco era a cor mais elegante, pois como suja facilmente, não dá para ser reusado com frequência e dá um trabalhão para lavar…ou seja, branco (independente do tecido), era um símbolo de riqueza. 
Em 1890, quando começaram a surgir lojas de departamento e o comércio aumentou, as noivas puderam ter acesso a vestidos já prontos, e assim comprar um vestido só para aquele dia especial. E o branco se tornou ainda mais popular. Porém, com a 1a Guerra Mundial, a Grande Depressão e a 2a Guerra Mundial, muitas noivas ainda usavam o melhor vestido disponível no armário ou então compravam um vestido branco e depois tingiam para ser usado novamente. Foi só lá por 1950 que o conceito de comprar um vestido branco, exclusivo para o dia do casamento, ficou popularizado entre as várias classes econômicas na Europa, América Latina, e Estados Unidos.

Um comentário sobre “A história do vestido branco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s