Ensaio, parte 2

Depois das fotos na Praia Vermelha, combinamos de irmos na Villa Riso, aproveitar a luz do dia para termos alguns registros “diurnos” no local do nosso casamento. Pelo seguinte: acho o jardim da Villa Riso lindo! Adoro as palmeiras imperiais, acho a casa maravilhosa, e amo que, de lá, é possível ver a Pedra da Gávea. Só que…como nosso casamento será em julho, em pleno inverno, quando começarmos a cerimônia já estará escuro, e apesar do local ser muito bonito a noite também, esses detalhes não são tão visíveis. Logo, resolvemos adicionar a Villa Riso ao nosso ensaio 🙂

Aqui alguns dos nossos momentos Kodak lá:

Abraçando as palmeiras imperiais

Eu pedi para Junia tentar captar as palmeiras “por completo” rsrsrs
Sendo rodopiada…mais uma vez

Com a Pedra da Gávea no fundo 🙂

19 comentários sobre “Ensaio, parte 2

  1. Tudo MUITO lindo!
    A Junia arrasa, sou fã das fotos dela =D
    E essa foto das palmeiras meu Deus??!!
    Coisa linda!
    Arrasou Helen.
    Não vejo a hora de fazer o meu também.Enquanto isso me inspiro no de vocês!rs
    Beijocas♥

    Curtir

  2. Vcs fizeram bem em ir lá fotografar, é um local mt especial com uma vista linda!

    Amei muito o seu comentário no ultimo post, vou ver se mais tarde respondo ele a altura, mas concordo muito com o que vc disse. Mas olha, em nenhum momento eu desqualifiquei o mundo virtual, de jeito nenhum… só estou procurando ter uma visão crítica em cima do tema 😉

    beijos, ju

    Curtir

  3. OI, Helen,

    pois é, o povo mais novo twitta tudo na vida! E essa mania de coisificar as coisas é quase uma condição sine qua non para existir no mundo dos dias de hoje!

    Mas com o meu texto, a minha reavaliação, eu não estou desqualificando o mundo virtual não, isso seria ir contra tudo que penso, acredito e até mesmo contra o assunto na qual estou me aprofundando…

    Mas como tudo na vida, acho que é necessário uma utilização consciente, sem deixar que o mundo virtual se torne a unica maneira de existência.

    Estamos no meio de uma revolução informacional, onde todos somos atores e isso é promovido pela internet. Sem ela, isso seria muito mais complicado. Mas da mesma forma que a revolução informacional está aí para “libertar” povos e trazer um monte de coisas boas, ela também traz o caos, é se faz necessário uma reavaliação, uma “filtragem” para realmente separar o joio do trigo. Este era um papel que antigamente a mídia (tevê, rádio) nos daa mastigadinho, cabia a gente a parar e assistir/ ouvir. Agora não, nós escolhemos o que queremos assistir, ler, interagir…

    Esse é um papo loooongo demais! Adorei o comentário 😉

    beijos, ju

    Curtir

  4. Suas fotos estão maravilhosas!!! Também já fui algumas vezes no restaurante do Círculo Militar (que antigamente tinha o melhor brownie do mundo, antes de mudar a empresa que aluga o espaço). E a Pedra da Gávea tem um gostinho especial pra mim, já que fiquei noiva lá!
    Quero ver o resto!
    Bjs!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s