Assinando o contrato

Como falei no relato do casamento civil da minha irmã, cartório é uma coisa ZERO glamour…Um bando de gente sem organização no corredor do prédio, uma coisa feia de dar dó. Como diz meu cunhado: parece fila do INSS… ZERO GLAMOUR! Mas, como nossa juíza de paz é de lá, não tinha jeito 🙂

Para mim, depois de ter ido ao cartório para o casamento civil da minha irmã, a ida ao cartório assinar o contrato de casamento era apenas uma obrigação legal, nada emocionante nem glamuroso…podia até ter feito só nós dois nos EUA. Mas, Thiago insistiu que queria fazer no Brasil, com pelo menos nossas mães presentes, então fomos todos: Thiago, eu, minha mãe, minha sogra, minha irmã (testemunha), primo do Thiago (testemunha), madrinha do Thiago e a prima da mãe dele. Era tanta gente que nem deu em um carro só rsrsrsrsrs

Chegamos no Shopping Niterói, esperamos o elevador por uns 15 minutos (dica para as noivas do cartório de Nikiti City, não peguem o elevador no 1o andar…peguem as escadas rolantes para o 4o andar, e de lá peguem o elevador, que é MUITO mais rápido…), e chegamos no andar do cartório. Hall do elevador (já no 17o andar): LOTADO!!! Mas, como a juíza já tinha nos instruído na véspera, foi só dar um tchauzinho pela porta que fomos o próximo casal a ser chamado.

Assinamos o contrato, minha irmã e o primo do Thiago assinaram como testemunha, e pronto! Em menos de cinco minutos, tínhamos nos tornado marido e mulher. Rapidinho assim!

Conferindo se os documentos estavam certinhos com a Juíza Arethuzah.

Thiago assinando nosso contrato.

Eu assinando…não disse que me casaria de vermelho?! 

Testemunha do Thiago: o primo Claudio. 

Minha testemunha palhacinha: a melhor irmã do mundo!

Do lado do cartório, tem um sex shop. Logo, minha irmã foi rápida (e criativa) e nos deu nosso primeiro presente de casados: algemas peludinhas vermelhas! (ah, e minha mãe, logo antes da cerimônia, comprou uma rosa colombiana artificial, pois toda noiva tem que ter um buquê).

Presente da minha irmã para os recém-casados. 

Beijinho de recém casados (algemados!)

No elevador, com nossas testemunhas. 

PS – Gostaria que me explicassem o seguinte: por que se pode fazer religioso com efeito civil, efetivamente assinando o contrato legal no dia da cerimônia religiosa, mas não se pode fazer casamento civil fora de sede (assinando o contrato fora da sede)? Não é por nada não, mas achei isso meio discriminatório para aqueles que não possuem inclinações religiosas (tipo eu). Porque quando se casa na igreja, você não tem que ir ao cartório para assinar o contrato, o casal assina esse doc dentro da igreja, né? Mas quando um juíz de paz faz o casamento FORA do cartório, o casal é obrigado a casar (legalmente) antes ou depois da cerimônia fora de sede, e isso não faz sentido nenhum para mim, dado que o juiz deveria ter mais poderes legais que um representante religioso para declarar o casal marido e mulher perante a lei…alguém sabe explicar?!


20 comentários sobre “Assinando o contrato

  1. Não Helen, na igreja a gente assina um documento que comprova que casamos na igreja, mas depois temos que levar esse documento no cartório para validar de fato o casório. Eu também achava que era assim, assinava na igreja e pronto. Tanto que eu tenho uma foto no altar meio perdida e o padre me explicando.
    beijocas

    Curtir

  2. Helen primeiro adorei as fotos, vc conseguiu se divertir mesmo na chatice do cartório, rsrsrs
    Aqui se vc quer casar só fora da sede paga quase mil reais por isso, aí claro q quase tdo mundo opta por ir na sede.
    E engraçado q a minha igreja ñ faz o casamento religioso com efeito civil, o padre ñ aceita, fiquei p. da vida com essa informação, mas o q ñ tem remédio…
    Acho q cada lugar tem uma frescura diferente.

    Quero te ver de noiva, srrsrs!!!
    beijos

    Curtir

  3. Oi Helen, eu vou casar na igreja mas o civil também será no cartório e um dia antes da cerimônia, ou dois, ou três..nao sei..rsrsr..é bem mais barato isso eu digo..hehe

    Bjaooo, legal o primeiro presente de casados heim..hehe

    Curtir

  4. Helen, nem todas as igrejas católicas fazem casamentos com efeito civil, em algumas você precisa ir até o cartório assinar a documentação. Da mesma forma, que nem sempre um casamento feito por uma juíza de paz a documentação precisa ser assinada em um cartório.
    A Julia Linhares e a Julia Magalhães assinaram a documentação no local da cerimônia que foi realizada dentro da casa de festas.

    Adorei a criatividade da sua irmã!

    Beijocas

    Curtir

  5. Eu concordo plenamente com vc sobre essa questão discriminatória! Ao meu ver, inclusive, qualquer pessoa poderia fazer o casamento religioso com efeitos civis e não somente um padre ou pastor. Eu não frequento assiduamente nenhuma religião, mas queria fazer um casamento espírita e lá não tem ninguém autorizado pra isso. 😦 Bjos. Gostei das algemas!

    Curtir

  6. Que legal as fotos! Bom, agora vc já casou, mas tenho quase certeza de que o casamento civil tb pode ser realizado fora da sede, só depende do cartório e de vc pagar um valor mais alto pra deslocamento do escrevente e tal… Já fui a um casamento civil em que o escrevente foi pra registrar a ata e tal e todas as formalidades foram na cerimônia… Mas não sei se todos os cartórios fazem isso…
    bjinhos

    Curtir

  7. The red dress!! Adorei! rsrs…
    Parece que não são todas as igrejas que permitem o casamento civil durante a cerimônia. Tem padre que não aceita, mas não sei o porquê…vai entender!
    Beijinhos

    Curtir

  8. Helen, adorei as algemas! rsrsrs
    Eu ganhei um vestido lindo pra casar no cartório. Foi surpresa. Como vamos comemorar depois, então, acho que vai ficar legal. Pq se fosse só o cartório mesmo, aff …
    beijos

    Curtir

  9. Helen querida, pode sim casar fora do cartório, pode ser na igreja,na sinagoga , no Buffet em casa onde se quiser. É só fazer os tramites par isso e claro pagar o que correspondente que não é nenhum absurdo acho que tipo 250/300 reais

    Curtir

  10. Acho que eles fazem sempre o contrário do que a pessoa quer: tem uma menina [agora não lembro o nome dela] que queria casar em uma capelinha na fazenda [uma capela!], mas sabe-se lá porque o bispo não autorizou! Vai entender…

    Algemas combinando, hein? 😉

    Beijos!!!

    Curtir

  11. realmente, zero glamour casar assim nessa pressa toda! mas adorei a surpresa da sua irmã, bem palhacinha mesmo! rs!

    e essa pergunta do final, faz total sentido… parece que as pessoas gostam de complicar a vida dos outros, né? incompreensível essa diferença do casamento civil+religioso pro civil na casa de festas!

    beijos!

    Curtir

  12. Acho que ela casou meu irmão…
    E não sei explicar essa exigência não, só sei que fiquei fula da vida de ter que ficar sem almoçar pra ir atéeee Nikiti assinar como testemunha… :\
    Ah, e acho que tinha algo a ver com o fato de a juíza ser de Nikiti…
    Bjs!

    Curtir

  13. ADOREI as fotos do casamento civil !!!! E AMEI a idéia da sua irmã !!! Sensacional !!!! hahahahahaha …

    Helen, como vc está diferente da foto do seu perfil no blog (rs…..). Que cabelão !!! 🙂

    Beijinhos Maitê

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s