Um pouquinho sobre Evanston, IL

Há alguns meses, alguém perguntou ao Thiago se nossa qualidade de vida tinha piorado, pois tinham lido aqui no blog que morávamos em um subúrbio… Preconceitos à parte, quando o Thiago comentou que tinham perguntado isso para ele, ele sugeriu que esclarecesse no blog o que exatamente é subúrbio, nos padrões americanos.

No Brasil, quando a gente pensa em “subúrbio,” em geral as pessoas imaginam uma área com a qualidade de vida inferior à da metrópole. Acho que, com exceção de Alphaville em São Paulo, subúrbio, no contexto brasileiro, normalmente se refere a áreas que não têm os recursos nem a infra-estrutura urbana. Ou, citando Wikipedia (sim, eu sei…estou cometendo um crime acadêmico ao citar Wikipedia…), subúrbio é associado “às regiões periféricas de perfil de renda baixa.”
Já nos EUA, subúrbios são áreas na periferia da metrópole, que em geral possuem índices de qualidade de vida superior aos do centro urbano. Na verdade, com poucas exceções, subúrbios são mais associados à famílias de perfil de classe média e classe média alta. Essa diferença é bem interessante, pois aqui, morar no subúrbio é praticamente sinônimo de uma vida pacata, tranquila (alguns diriam até monótona),  segura, com padrões relativamente altos. 
Subúrbios americanos de Illinois, California, Colorado e South Carolina. 

Enfim, voltando ao “nosso” subúrbio: Evanston. Evanston é uma cidadezinha localizada a uns 20 km de Chicago, ou seja, bem pertinho. Fundada em 1836, ela hoje tem em torno de 75 mil habitantes ocupando suas 147 ruas. Evanston fica na beira de um dos Grandes Lagos, o Lago Michigan, o que dá um visual super bonito para a cidade (o lago é tão grande, que Evanston tem linha do horizonte)

Isso não é uma praia de verdade…é a praia do lago.
Na verdade, essa é a praia para uso exclusivo dos caninos 🙂
Vista do lago tirada de Northwestern.
Lááá no fundo a direita dá para ver Chicago.
Obs: tiramos essa foto no final de maio de 2008 (e ainda estava um frio de rachar) 

Evanston também é conhecida por ser a cidade campus de Northwestern University, aonde o Thiago faz doutorado (Apesar de não ser muito conhecida no Brasil, Northwestern é uma das melhores universidades do país, tendo o 12o lugar no ranking nacional).

Como a população é bem grandinha e os estudantes precisam de entretenimento, a cidade até que tem um bom buxixo badaladinho, com direito à “downtown” e tudo (no caso de Evanston, umas 10 quadras…mas tem GAP, cinema, Urban Outfitters, várias Starbucks, uma Barnes and Nobles, e até uma loja da Benefit!) 
Downtown Evanston.
Foto tirada da Wikipedia. 

Enfim, esse é o subúrbio aonde moramos. Calminho, mas não completamente monótono. Com acesso a entretenimento, mas sem o buzinar constante de Nova York (que particularmente, eu já me acostumei e até sinto falta, mas que o Thiago detesta). Temos vários restaurantes gostosinhos aqui mesmo, e quando queremos algo mais metropolitano, agora que o carro está aqui, em menos de 20 minutos já estamos em Chicago, num clima mais “cidade grande” (mas preciso enfatizar: Chicago é, e sempre será, “the second city”…não chega nem aos pés da minha Manhattan). Porém, para escrever uma tese, sem distrações e com tranquilidade, acho que Evanston é imbátivel 🙂 
Ah, antes que eu me esqueça, Evanston foi uma das últimas cidades americanas a abolir a lei seca. Até 1972, nem restaurantes nem hotéis podiam servir bebidas alcoólicas, e mesmo quando em 1972 o município os permitiu a servir bebidas, ainda era proibido vender bebidas em outros estabelecimentos (Ou seja, você não podia comprar uma garrafa de vinho no supermercado / delicatessen / loja especializada / etc. Só podia tomar um drink no bar do hotel mesmo…) A cidade só liberou a venda de bebidas para consumo fora do local em 1984, bem tarde…Mas, antes tarde do que nunca, né?! Porque sem vinho, cerveja, Malibu e nem Bailey’s, Thiago e eu jamais moraríamos aqui…

4 comentários sobre “Um pouquinho sobre Evanston, IL

  1. Ri muito com a história da wikipedia! xD

    E sabe que na primeira vez que você comentou sobre a mudança eu te imaginei na casa do “Esqueceram de Mim”, com decoração de Natal e tudo? *louca!*

    =***

    Curtir

  2. Tá gostando, Helen? O nosso subúrbio de Washington DC era tranquilo demais para o meu gosto. O silêncio chegava a me incomodar, haha! Eu moraria feliz da vida em 100 metros quadrados no meio da agitação, mas meu marido seria ETERNAMENTE estressado. Hoje encontramos um meio termo aqui no Texas! Yeah!

    Curtir

  3. Eu amo morar na “periferia di Milano” prox. a rios e parques, com meu jardim e espaço suficiente pra receber bem minha familia e amigos. Nao voltaria a morar em 50mq no centro da cidade por nada desse mundo!!! 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s