Crônicas da Itália: Justin Bieber, o pior agente da Alitali

Como tudo que é bom, tem seu fim, chegou o dia da nossa volta aos EUA (e o último post sobre a viagem…quase dois meses depois). Achei a Itália um charme, um país belíssimo, com uma riqueza cultural incomparável! Acho que todo mundo deveria visitar a Itália um dia (de preferência, não no verão europeu). Mas vou confessar: eu estava LOUCA para voltar ao mundinho eficiente, aonde filas são organizadas, placas te levam ao lugar correto e serviço funciona (e olha que serviço nos EUA tá longe de ser lá uma coca-cola…)

É claro que, nas nossas últimas horas na Itália, ainda iríamos nos deparar com mais um exemplo de ineficiência à la italiana. 
Uma coisa não posso reclamar, apesar do caos do trânsito em Roma, o metrô (e o trem) parece funcionar muito bem. Rapidinho saimos do nosso hotel, fomos para estação central, e embarcamos no Leonardo Expresso, o trem que vai direto de Roma até o aeroporto internacional. Chegando lá, procuramos os balcões da Alitalia e entramos numa fila para os vôos com destinos nos EUA. E aí que começou…
Alitalia: a pior empresa aérea que já usei…até pior do que Aerolineas Argentinas!
Foto tirada do Google.

Eu não sei se é sempre assim, ou se os atendentes da Alitalia estavam de sacanagem com os passageiros naquele dia específico, mas para fazer o check-in, era o seguinte: UMA só fila, dando curvas e curvas, para os vôos com destinos nos EUA. Como a Alitalia tem vôos diretos para Los Angeles, Nova York, Newark, Boston, Washington e Chicago, você pode imaginar que a fila era grandinha. Por isso, tinha uns 6 balcões atendendo. Até aí, tudo bem, né? Só que não…

Check-in da Alitalia: mil balcões, zero eficiência.
Foto tirada do Google.

Cada balcão era designado para somente UM vôo. Não entendeu?! Deixa explicar melhor: tinha UM balcão SÓ para o vôo Roma-Boston, outro balcão SÓ para o vôo Roma-Nova York, outro só para Roma-Chicago, etc…Entendeu agora?! E somente UMA fila para TODOS os passageiros desses vôos. 
Ou seja, você entrava na fila de TODOS os vôos com destinos nos EUA. Aí, digamos que o balcão do vôo para Nova York ficasse livre. Se a primeira pessoa da fila estivesse indo para Los Angeles, e não para Nova York, ela não podia ir nesse balcão. Ela tinha que esperar o balcão de Los Angeles ficar livre. Logo, a fila não andava. Sacou?! Coisa de português, né?! (ou melhor, de italiano…no final da viagem já estava achando que as piadas que brasileiro faz de português também deveriam ser feitas com italianos…) Custava ter todos os balcões atendendo TODOS os vôos para os EUA ou então separar as filas por vôo?! 
Lá pelas tantas, uma das atendentes da Alitalia percebeu que a fila só fazia crescer (santa alma perceptiva!), e resolveu chamar alguns passageiros para serem atendidos nos balcões de vôos com destinos na Europa, para aliviar os balcões com destinos nos EUA. Então lá fomos nós para um novo balcão de check-in. 
O agente da Alitalia que nos entendeu era A CARA do Justin Bieber! (Pausa para falar como até hoje não entendo a obsessão por Justin Bieber. Nos meus 12 anos, gostava era de Val Kilmer, Brad Pitt, versão Lendas da Paixão, é claro!, Antonio Banderas e obviamente, Jason Priestley…Brandon, eu te AMO! Pensando bem, talvez realmente seja um pouquinho melhor meninas de 12 anos gostarem de meninos de 12 anos, ao invés de homens de 35-40…Enfim, toda vez que vejo/escuto Justin Bieber, me lembro do maior astro pop francês da década de 90: o Jordy, lembram dele?! E falando em Jordy, não é que o bichinho cresceu e ficou feinho…)

Bieber e Jordy tem várias semelhanças: rostinho de baby e uma “riqueza” musical de impressionar!

Aí comecei a ficar nervosa; virava pro Thiago e falava “Essa criança NUNCA deve ter feito um check-in na vida! Ai, ele vai nos colocar no vôo errado…” E o Thiago, todo paciente, explicando para a criança como ler o passaporte brasileiro “Não, essa não é data do meu aniversário…é a data de vencimento do passaporte” e ajudando no check-in “O código do aeroporto de Chicago é O-R-D. Exatamente, O-R-D.” (Viram porque eu estava nervosa?! Agente de check-in não conseguir ler um passaporte e não saber o código do aeroporto de destino é preocupante!) Com essa confusão toda, pedi para o Thiago lembrar o Justin Bieber para confirmar que nós tínhamos um assento na janela
Depois de uns 20 minutos (sim! o check-in demorou isso tudo!), ele imprimiu nossas passagens (eu chequei que o aeroporto de destino estava correto…), despachamos as malas, e começamos a caminhar em direção ao portão. Foi então que me deu um pequeno nervosismo e fui checar nossas passagens novamente: o Justin Bieber tinha nos separado, colocando cada um em uma janela! Eu na 40A, e o Thiago na 40H. De matar, né?! 
Conseguimos trocar os assentos já no portão, antes de embarcar, mas nessa altura já não tinha mais janela e tivemos que ficar no meião do meio, o pior lugar do avião…Agora me diz, não parece piada?! 

10 comentários sobre “Crônicas da Itália: Justin Bieber, o pior agente da Alitali

  1. E eu achando que ninguém superava a lerdesa e ineficiência da Gol, mas depois desse post me surpreendi que ainda exitem piores!
    Menina como o Jordy realmente se transformou depois que cresceu hein? Eu gostava tanto dele qd pequena, fofinho!

    Bjo

    Curtir

  2. To aqui as gargalhadas com o Jordi!

    Mas outro dia disse para o Erick que a gente percebe que está velha qdo os “pais” de filmes e seriados começam a fazer mais o nosso tipo do que os filhos. Para mim o melhor exemplo é Gossip Girl onde acho o Humprey ( é assim q escreve?) pai muito mais sexy que o filho e não vamos esquecer do nosso eterno Dr. Carter que em Falling Skies já tem um “filho” de 18 anos!

    Chocada com a Aitalia, pior que AeroArgentina é f*#@!

    Beijos!

    Curtir

  3. Silvia, não é que vc tem razão?! 🙂 Para mim, esse efeito “pais de seriado mais nosso tipo” culminou quando assisti “Suburgatory,” pois o pai da protagonista (de 16-17 aninhos) é o Elton, de Patricinhas de Beverly Hills!!! Me senti tão velha… 🙂

    Curtir

  4. Helen,

    Se serve de consolo … passei por situação bem parecida com a Alitalia no vôo de volta ao Brasil … no meu caso, peguei uma mega fila pq eles colocaram TODOS os vôos no mesmo local … Cheguei no aeroporto com 3 e meia de antecedência e cheguei no avião quase na hora dele decolar.

    E é claro, nos colocaram no meio dos meios … em um lugar horrível, perto dos banheiros e sem janela … tudo isto para me motivar a ficar feliz por 14 horas de vôo.

    Eu me decepcionei com a Alitalia no vôo de volta !!!!! Não que o de ida tenha sido perfeito (os brasileiros mau educados foram conversando em alto e bom som não deixando ninguém dormir ou ver tv e apesar de reclamar com os comissários, eles não fizeram nada).

    Beijinhos !!

    Curtir

  5. hahahahha eu morri de dar risada!
    Mas foi você quem pediu pela janela! hahahaaha
    Tem que ter muita paciência para ir para a Itália, ne? A minha sogra foi e falou a mesma coisa eu tenho muita vontade de ir, mas depois de estar acostumada com a eficiência dos EUA dá até medo!
    Obrigada por dividir os causos e informações da viagem conosco!

    Curtir

  6. Helen, essa “organizacao” italiana eh horrivel mesmo. Eu nunca fui mas meu cunhado morou na Italia por um ano e disse que eh tudo assim. Disse que nada “funciona” do jeito certo, e correios entao?? Os piores… realmente, burrice pura desse rapaz neh?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s