Um tour de arquitetura, parte 1

Neste sábado, logo depois de assistirmos “Disney’s Beauty and the Beast: The Musical” em Chicago, Thiago e eu resolvemos fazer um passeio de barco, focando na história da arquitetura da cidade. Para quem não sabe, Chicago, também conhecida como a “Second City” (e “Windy City,” mas isso não vem ao caso), é a capital de arquitetura aqui nos EUA. Depois do grande incêndio de 1871, que destruiu TODOS os prédios da cidade (só sobraram três!), a cidade foi completamente reconstruída, se tornando um playground para os arquitetos da época. 
Vários prédios e estilos inovadores (que hoje vemos ao redor do mundo) foram lançados em Chicago, e um dos programas mais legais da cidade é justamente explorar a arquitetura local! Tem vários passeios (a pé e de barco) que oferecem o tour da arquitetura. Por conveniência (já que era o mais próximo do Navy Pier, aonde estávamos), escolhemos um tour da Shoreline (USD33.00/pessoa). Foi ótimo! Minha única dica para quem fizer esse tour é a seguinte: tentem ir de manhã. Fomos no tour das 16:30, o sol estava pegando fogo, e várias vezes não conseguíamos olhar para os prédios sem ficarmos cegos…(e por isso, várias fotos ficam sobre-expostas).
Aqui alguns dos highlights do passeio. 
Espero que gostem 🙂
Lake Point Tower
Lake Point Tower é um edifício residencial, bem na margem do Lago Michigan. Ele foi concluído em 1968 e na época, era o edifício residencial mais alto do mundo (197m de altura). O prédio foi projetado por John Heinrich e George Schipporeit, antigos alunos de Ludwig Mies van der Rohe, um dos arquitetos mais conhecidos do movimento Bauhaus e do estilo “internacional.” Por ser considerado um dos prédios residenciais de luxo de Chicago, já foi o lar de vários famosos, como Sammy Sosa, Mickey Rooney, Goldien Hawn e Kurt Russell, e Alice Cooper. As cenas de Sandra Bullock no apê de Peter Gallagher em “Enquanto Você Dormia” foram feitas nesse prédio. 

Tribune Tower
Esse prédio é a antiga sede do jornal Chicago Tribune. Para comemorar seu 75o aniversário, o Chicago Tribune sediou uma competição internacional de design para sua nova sede em 1922. O prêmio de USD100,000 iria para o arquiteto do “most beautiful and distinctive office building in the world.” Foram feitas mais de 260 inscrições no concurso, e o projeto vencedor, no estilo gótico, era do John Mead Howells e M. Raymond Hood. O edifício de 141 metros é de aço moldado, revestido de pedra calcária de Indiana. 
Um detalhe bem interessante sobre esse prédio é que, antes da construção, os correspondentes do Chicago Tribune trouxeram de volta pequenas pedras e tijolos de vários locais historicamente importantes do mundo todo. Esses fragmentos foram incorporados na base do edifício (não dá para ver no passeio de barco, só passeando a pé em frente ao prédio mesmo). Os fragmentos incluídos na parede vêm do Taj Mahal, Partenon, Haya Sofia, Palácio de Westminster, Grande Pirâmida, Muro de Berlim, madeira petrificada do National Redwood State Park, a Grande Muralha da China, Notre Dame, o Alamo, Angkor Wat, Túmulo do Lincoln, Universidade de Yale e tem até uma pedra da lua! (essa última é a única que não foi realmente “embutida” na parede do prédio, pois pertence a NASA, que pode pedir de volta a qualquer momento, se quiser). Legal, né? 
Os vários fragmentos diferentes.
Mosaíco feito com várias imagens tiradas do Google.
Wrigley Building 
O Wrigley Building é um arranha-céu que fica do lado da Tribune Tower no Magnificent Mile. Ele foi construído para abrigar a sede da Wrigley (a empresa de chiclete/bala que produz Skittles, Juicy Fruit, Altoids…) O edifício foi projetado por Graham, Anderson, Probst & White, inspirado na torre da Catedral de Sevilha com alguns elementos renascentistas. Ele é revestido de terracota, e para manter a fachada branca e luminosa, precisa ser lavado a mão periodicamente. Foi o primeiro prédio em Chicago a ter ar condicionado e hoje, vários países têm seus consulados nesse prédio (Austria, Reino Unido, Irlanda). 

Trump Tower 
O Trump International Hotel and Tower é um apart-hotel no centro de Chicago, Illinois. O edifício de 92 andares (423m de altura!) foi projetado pelo arquiteto Adrian Smith de Skidmore, Owings e Merrill. O prédio ficou famoso durante sua construção, que foi administrada por Bill Rancic, o primeiro vencedor de “The Apprentice.” No momento, ele é o segundo prédio mais alto nos Estados Unidos, mas deve ser ultrapassado pela reconstrução do World Trade Center em NY em 2013. 

Por ser todo de vidro, o edifício reflete todos os prédios famosos a sua volta (Wrigley, Marina City, e IBM Plaza), dando continuidade visual com o horizonte. Com isso em mente, o desenho do edifício tem 4 níveis, cada um correspondendo certinho a altura desses três prédios. O primeiro nível  (que na foto acima, tem o reflexo do Wrigley), é perfeitamente alinhado com o Wrigley Building. Já o segundo nível, é alinhado com o River Plaza e as torres do Marina City (prédio discutido abaixo). E finalmente, o terceiro nível é alinhado com o IBM Plaza. 
Outro fato bacana: O prédio começou a ser construído em 2005 e ficou pronto em 2009. Durante sua construção, ele foi utilizado em The Dark Knight, na cena do confronto final entre Batman e o Coringa!
Marina City
O Marina City, de Bertrand Goldberg, foi completado em 1964, custando um total de US$36 milhões (um BAITA dinheirão na época!) Como já diz o nome, o complexo é uma cidade! Ele ocupa um quarteirão inteiro e é de uso residencial e comercial. Cada torre tem 65 andares (179 m de altura), e dentro do complexo tem um auditório, um hotel, academia de ginástico, piscina, rink de patinação no gelo, pista de boliche, vários restaurantes, e é claro, uma pequena marina para os inquilinos manterem seus barcos de passeio (logo, o nome do complexo). 

Merchandise Mart
Construído em 1930, o Merchandise Mart foi o maior prédio nos Estados Unidos até a construção do Pentágono em 1943. Observaram que falei o “maior,” não o mais alto? Pois é: o Merchandise Mart tem 372.000 metros quadrados de espaço!!! Ele é tão grande e tem tanta coisa lá dentro, que até 2008, ele tinha seu próprio código postal. O prédio foi o centro comercial de Chicago durante muito tempo, consolidando vendedores sob um único teto. Hoje em dia, é um enorme monumento ao início do século 20, esbanjando sua arquitetura maciça de arte deco. 
Mais um exemplo de arte deco nas margens do Rio Chicago (não me lembro mais o nome desse prédio)

Outro prédio cujo nome já esqueci. Vários dos prédios mais modernos são completamente de vidro, justamente para refletir os prédios antigos. Segundo nossa guia, o motivo disso era para poder modernizar a área, sem destoar muito do que já tinha. Excelente idéia, né?

Amanhã termino o tour 🙂

6 comentários sobre “Um tour de arquitetura, parte 1

  1. Nossa Helen, Chicago eh TUDO de bom. Eu fui com meu marido e cunhado ano passado, em Agosto tb, ficamos uma semana quase. AMAMOS tudo em Chicago. Tb fizemos este tour soh que fizemos as 7 da noite (se nao me engano) e era o que saia tb pelo canal e entrava no grande lago, entao deu pra ver durante o dia e quando estavamos lah fora no lago jah, vimos Chicago ao escurecer, eh tudo muito lindo. Amamos, e digo, se aparecesse uma oportunidade de irmos morar ai iriamos sem nem pensar duas vezes!

    Curtir

  2. Ai, sou louca para ver o musical da Bela e a Fera, minha princesa preferida. rs Vi aqui no Brasil, até (fui a SP apenas para isso!), mas um dia verei aí nos EUA também. Sou criança? rs

    Que passeio interessante. Passei a admirar bastante arquitetura depois de ir a Barcelona, tantas vezes estamos do lado de uma obra de arte e nem nos tocamos… O reflexo dos prédios são fenomenais!

    Bjs!

    Curtir

  3. Helen, eu e marido sempre tentamos fazer este passeio e acabamos nos enfiando em outra coisa… Vou mostrar suas fotos para ele, e tenho certeza que ele vai se convencer de que devemos fazer este passeio na nossa proxima ida a Chicago 🙂 Adorei!! Bjuss

    Curtir

  4. Eu sou louca para conhecer Chicago. Amo a arquitetura daí pelo que vejo em fotos e filmes, sem falar em todas as histórias de MOB que me deixam louca para ir em um bar antigo! Mas é claro que quero em St Patrick pq quero ver o rio verde e quem sabe uns leprechauns! Acho q depois de umas cervejas verdes e daquele drink q joga o shoot dentro dá cerveja, vou ver até o Sean Connery ( não é ele no filme dos anoes magicos?)! ;P

    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s