Enfeitando a Árvore, Parte I

No sábado após Thanksgiving, assim que acordei e fui à sala, senti um cheiro delicioso de pinheiro e me deparei com essa cena: 
Nossa linda árvore, ainda “nua,” mas cheirosíssima!
Aproveitei que minha mãe ainda estava em Evanston visitando, e a convidei para participar da arrumação natalina da árvore (e da casa). Ligamos Pandora na estação do She & Him: A Very She & Him Christmas e colocamos a mão na massa! 
Ano passado, lendo o blog da Dri Miller, adorei o post sobre a árvore de Natal dela, cheia de ornamentos que na realidade são lembranças das viagens dela. Achei a idéia super bacana, pois é uma forma excelente de ter recordações das viagens (ao invés de ficar comprando souvenirs toscos que eventualmente acabam no fundo do armário ou pior, no lixo…) 
Aí, alguns meses depois, no Natal na casa da Kris, fiquei babando na árvore maravilhosa dela, cheia de enfeites, a grande maioria contando alguma história. Tem até enfeite de quando ela era criança! Achei um charme e fiquei pensando em como seria bacana ter enfeites com história, tradição, não somente vários penduricalhos aleatórios… 
E assim, combinando a idéia da Dri com a tradição da Kris (porque “Nada se cria, tudo se copia,” e “Imitation is the sincerest form of flattery”) no final de 2011, declarei o início de uma nova tradição na casa dos Harris-Ferreira: colecionar penduricalhos natalinos de viagens e também enfeites que contam a nossa história, para daqui a 50 anos, olharmos para aquela árvore LOTADA de ornamentos e termos várias lembranças felizes! (Virginiana é foda! Planeja até os enfeites da árvore de Natal dos próximos 50 anos…)
Esses são alguns dos enfeites da “coletânea Harris-Ferreira”
Aqui cada um deles, com mais detalhes 🙂
Enfeite bem natalino com o skyline de Chicago. 
(ainda estou atrás de um penduricalho para Evanston…o ideal seria alguma coisa de Northwestern University…)
Um mini Bo Obama, representando a capital americana e nossa segunda residência. 
Para quem se lembra bem da década de 90, ele é um “Beanie Baby.”
 (comprado no início do ano, no aeroporto de Washington DC, pois achei ele o souvenir mais fofo de todos os tempos! Na realidade, é um chaveirinho, mas tirei a argola e amarrei a fitinha) 
O mascote de George Washington University, que (infelizmente) é um hipopótamo…
Na verdade, esse era meu antigo chaveiro do carro, usado por uns 3 anos (ou seja, estava sujinho). Dei um banho nele, tirei a argolinha de chaveiro, amarrei uma fitinha, e pronto! Resultado: enfeite de Natal acadêmico!(agora preciso encontrar um leãozinho fofo para representar minha alma mater, Columbia University)
E é claro, a Poliarquia merece sua própria bolinha de Natal! 
Encomendamos esse na Etsy, através da SSDesigns. É só você mandar uma foto do seu cãozinho e $, que ela pinta uma bola de Natal. Além dessa bolinha, ainda tem mais uns dois enfeites para a Poli que ainda preciso “fazer” (um é um quadrinho para colocar a foto dela e o outro é a impressão da patinha dela…)
Um esquilinho, meu alter-ego do reino animal.
E finalmente, um penduricalho para lembrar nosso primeiro Natal “casadinhos” ano passado. 
Esse também mandei fazer no Etsy, nessa lojinha aqui.

Gostaram? 
Eu estou bem satisfeita com o início da nossa coleção de penduricalhos pessoais 🙂
No próximo post, colocarei as fotos dos enfeites “souvenirs,” mas antes, uma foto da nossa árvore, quase pronta, registrada no Instagram. 

5 comentários sobre “Enfeitando a Árvore, Parte I

  1. Helen, sua arvore ficou muito charmosa! Adorei que voce improvisou alguns enfeites tambem! Reparei nessa tradicao dos enfeites em algumas casas de amigos gringos e tambem acho muito bacana, voce olha para a arvore de uma forma bem diferente. Minha sogra, mega-ultra colecionadora de coisas de Natal, sem querer, comecou a minha colecao. Na casa dela sao 5 (!!!) arvores, cada uma com um tema diferente. Se criar coragem eu faço um post sobre ela e coloco minha arvore tambem. rsrs Beijos!

    Curtir

  2. Linda!!! =D

    Nossa árvore é a mesma desde 2009, com uns 2,10m de altura que toma boa parte da sala um mês por ano…

    Sempre achei o máximo a tradição da Dri Miller e já estou adorando a tua também! Esse ano vai ser o primeiro em que nossos amigos vão fazer um jantar de Natal aqui em casa e estamos pensando em criar nossa tradição: cada pessoa que vier tem que trazer um “penduricalho” que nos faça lembrar dela [nem que seja uma motinho de plástico, como no caso de um dos meninos que é motociclista ou uma miniatura de um gatinho, como no caso de uma amiga que tem 12 gatos]. Vamos ver se dá certo!=D

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s