É Menino ou Menina?

“É um ser humano.” 

Essa é minha resposta clássica quando me perguntam o sexo do Cub. Pelo seguinte: nós optamos por não descobrir o sexo! (bem, eu não quero saber o sexo, quero a surpresa no dia, e o Thiago, que até queria saber originalmente, acabou entrando no clima da surpresa no dia-D). 
Engraçado que temos vários amigos no exterior que não descobriram o sexo (e isso foi até meio normal, ninguém achou estranho), mas aqui no Brasil, TODO MUNDO tem me indagado sobre o por quê desse “mistério” (e algumas pessoas ficam até incomodadas, com perguntas do tipo “COMO ASSIM?! Vocês não vão descobrir?!” num tom não muito fofinho e digamos assim, um tanto histérico…) 
A reação que acho mais curiosa quando nós falamos que não vamos descobrir o sexo é quando as pessoas perguntam “Mas como é que vocês vão se preparar/organizar?” Aí eu respondo “Preparar o quê, cara pálida?! Recém nascido come, caga, dorme e chora…independente do sexo…” (eu acho que estou perdendo minha paciência…)
Mas vamos lá…como ainda tenho um pouquinho de paciência, aqui minha listinha de porque não faço questão de saber o sexo:
MOTIVO #1:
É só uma questão de tempo. Saber o sexo no 5o mês ou descobrir no nascimento vai mudar alguma coisa no longo prazo? Afinal, querendo ou não, em dezembro descobriremos o sexo do Cub, certo?! E, a princípio, o sexo do Cub não irá mudar ao longo da minha vida (obs: não tenho nada contra transexuais; sou da filosofia “whatever makes you happy.” Só estou comentando que, estatisticamente, a probabilidade de Cub vir a ser um transexual é baixa, menos de 1%) Ou seja, esses quatro meses a mais, durante a gestação, que você sabe o sexo do feto, não mudam nada no longo prazo… 
MOTIVO #2:
É um exercício de paciência e imprevisibilidade, e eu tenho personalidade tipo A. Sou do tipo que gosta de ter tudo planejadinho, com anos de antecedência, e se as coisas não saem de acordo com o planejado, eu tenho uma “pequena” crise (emocional, física, intelectual, existencial…) Não gosto de imprevisões e meu jogo de cintura é quase zero. Não é à toa que marido brinca que, de latina, não tenho nada! Estou muito mais para germânica/anglo-saxã…gosto de ordem e ponto! (Vocês não fazem idéia como a atual vida no Rio tem me tirado do sério…mas isso é pra outro post…) Enfim, eu gosto de tudo organizadinho. Maaaaaas, todo mundo sabe que, com criança, o imprevisível acontece, nem sempre os planos acontecem, e jogo de cintura é necessário. Ou seja, ter paciência e viver com a incerteza do sexo do Cub nesses próximos 4 meses é um exercício para “me treinar.”

MOTIVO #3:
EU ODEIO ESSA HISTÓRIA DE MENINA=ROSA E MENINO=AZUL!!! Tenho uma aversão ENORME a esse tipo de “color-coding.” Primeiro que acho palhaçada (meu marido usa rosa e não é menina, e eu uso azul e não sou menino, ok?!) Segundo que é uma baita jogada de marketing. Terceiro que, não, não é natural. Meninas não são “programadas biologicamente” para gostarem de rosa e meninos não são atraídos naturalmente ao azul. Tem várias pesquisas antropológicas e da história de generos e comportamento social que mostram isso e ainda vou escrever sobre esse tema com mais detalhes. Gostaria de poder criar um indivíduo em um ambiente neutro, exposto a TODAS as cores (incluindo vermelho, amarelo, lilás, preto, marrom…), porque vamos combinar: um mundo estritamente AZUL ou 100% rosa é muito sem graça!! Muito melhor ter todas as cores do arco-íris, né?! (e quando você não sabe o sexo do feto, as pessoas não ficam te enchendo de presentes rosas/azuis…)

MOTIVO #4:
Acho tão legal o “It’s a boy!” ou “It’s a girl!” na hora do nascimento. É mais uma coisa para você comemorar na hora 🙂

Enfim, esses são meus quatro motivos principais para não querer saber, nesse instante, o sexo do Cub. Descobriremos lá por 25/11-08/12, e tenho certeza que será mais emocionante assim 🙂

E para descontrair, aqui um esquete da Porta dos Fundos sobre o tema 😀

Isso tudo pra falar que hoje vou fazer o tal do exame morfológico e estou torcendo para 1) a técnica do ultrassom se lembrar que NÃO quero saber o sexo e 2) Cub não ter um momento exibicionista e estragar a surpresa em dezembro…Bem que podia ter uma tarja preta no ultrassom, né? 😉


21 comentários sobre “É Menino ou Menina?

  1. Eu queria ter feito isto também !!! Acho bem legal toda esta expectativa … mas … sou uma pessoa ultra hiper mega curiosa e não me aguentei!! kkkkkkkkkkkkkkkkkk …

    Pede para a técnica do ultrassom não contar !! Olha, apesar do médico ficar me mostrando, me explicando, me fazendo ver … eu não consegui identificar ser menina !!! hahahahaha … Péssimo né ??? Quem sabe vc também não consegue não ver nada ?? 😉

    Eu vou torcer por uma menininha bem fofa para combinar com a Polly está bem ??? 😉

    Beijinhos enormes e ótimo final de semana !!!

    Curtir

  2. qUE LEGAL HELEN, ACOMPANHO SEU BLOG DESDE OS SEUS PREPARATIVOS E NUNCA TIVE CORAGEM( BOBEIRA EU SEI) DE ESCREVER! MAS DIANTE DESSA NOVA VIDA QUE ESTAR POR VIR, NÃO TINHA COMO NÃO ESCREVER PARA DAR OS PARABÉNS!!!! PARABÉNS PELO CUB!
    MÁYRA ALMEIDA

    Curtir

  3. Helen,

    meu marido até queria saber só no dia do parto, mas a expectativa era tanta que ele mesmo quis saber.

    Eu sou curiosa assumida e não aguentaria de ficar sem saber… admiro você… mas eu não aguento. rs

    O importante é que o seu Cub venha com muita saúde!

    Beijos
    Carina e Maria Carolina

    Curtir

  4. Eu sou mto curiosa e tb acredito que não ia conseguir esperar.

    Mas tb não sou do tipo que 'rosa meninas azul meninos'. Até pq uma das minhas cores preferidas é azul (junto com vermelho e rosa). Geralmente eu dou coisas de outras cores para as amigas grávidas – mas, pelo menos aqui no Brasil, é mto dificil arrumar enxoval sem saber. Até o que é amarelo ou mesmo branco tem algum detalhe – coraçõeszinhos, aviões, essas coisas.

    Curtir

  5. Oi Helen! Planejo engravidar ainda este ano (começo as tentativas em outubro) ou início do ano que vem e eu e meu marido já combinamos que não queremos saber o sexo, por muitos motivos, inclusive os que você mencionou no posto. Concordo totalmente e o video da Porta dos Fundos é incrível ao fazer uma piadinha disso. Tem um livro incrível da Lilian Chazan, chamado “Meio-quilo de gente”, ela fez uma tese de doutorado sobre a questão da ultrassonografia obstétrica. Sou mestranda, estudo parto natural e li a tese dela pra minha dissertação e foi decisiva pra reafirmar nossa escolha de não saber o sexto. Independente de já ter tomado sua decisão, se estiver interessada, o livro é incrível. Fala tudo isso e mais aquelas coisas clássicas tipo: a menininha delicadinha (diminutivo sempre) ou o meninão safado, esperto, jogador de futebol (superlativos do gênero).
    Sendo assim, seja um menininho ou uma meninona, que venha com amor, serenidade e saúde. E que lindo os pais descobrirem o sexo, na hora do nascimento, sem a intervenção de quaisquer telas ou profissionais, né! Desculpe o comentário mega!
    beijos

    Curtir

  6. Preciso dizer o Qt me sinto representada por este post? NAO quero saber de forma alguma e pelos mesmos motivos que vc. Eu acho ue passa tb pelo exercício de amar um ser humano incondicionalmente e pelo exercicio de não jogar expectativas na pobre criança. Pq hj em dia as pessoas ja fizam gravidas do “joao” ou da “maria' e nao gravidas ponto. ai ja planejam o joao jogando bol e a maria fazendo ballet, ja fica uma coisa mt expectativa de genero, qd eu gosot de imaginar que carregar o “cub” é um mundo de possibilidades sem nenhuma “barreira'. bom, certeza que é dificil, mas a maternidade vem tb pra me dotar de mais capacidades que eu naturalmente nao tneho ne?
    torcendo pra tecnica nao esquecer e nao te falar se eh menino ou menina =)
    bjs,
    PS1: o quarto do meu baby vai ser azul, pq quero, seja menino ou menina;
    ps2: acho que vai ser azul e amarelo pq descobri que da pra eu reformar um armario da minha mae, do casamento dela, que eh amarelo, e transformar numa cômoda pro baby =)

    Curtir

  7. Ai que legal Helen!! Dou o maior apoio. Realmente aqui acho um pouco mais “comum” pessoas decidirem saber o sexo apenas na hora do parto. E eh realmente emocionante. Mas apesar de eu achar otimo e concordar e dar o maior apoio a quem quer fazer, eu e meu marido ja queremos o contrario. Se um dia engravidarmos iremos quere saber o sexo antes, porque queremos estar um pouco preparados, mesmo nao querendo fazer um quarto todo azul ou todo rosa (concordo com seus motivos sobre cores) ou roupas somente rosa ou somente azul, queremos ter alguns detalhes femininos ou masculinos embutidos na decoracao neutra. Eu vou querer ter coisinhas rosas (nao tudo, mas algumas poucas coisas), e tb poder comprar vestidinho, coisas assim se for menina, mesmo que seja amarelo, verde, ou que cor for. E o mesmo se for menino, com cores neutras mas uma coisa ou outra em azul, ou com designs de caminhaozinho, ou um terninho, gravatinha, coisinhas assim que acho super legal quando sao pequenos, independente de serem coisas meio que “impostas pela sociedade”, gostariamos de poder “brincar” com isso antes do nenem nascer. Isso porque nem gravidos estamos ainda haha. Vai demorar. Mas eh algo que concordamos. Uma coisa que nao queremos fazer eh comprar coisas como cadeirinha de carro, carrinho de bebe, de cor rosa ou azul, porque pretendemos ter dois filhos, entao gostaria que fossem neutros pra podermos usar novamente quando decidirmos ter um segundo. E a mesma coisa com cores de parede do quarto. Queremos uma cor neutra que possamos usar tanto para menino quanto para menina mas que possamos trocar as cores dos acessorios caso quisermos.
    Mas independente do que eu e meu marido queremos… eu acho SUPER legal quem decide esperar!!!

    Curtir

  8. Penso igualzinho a respeito dessa questão de gênero, Helen. Vou a loucura com esse negócio de azul x rosa. Tenho pânico com essa cultura de princesa (barf!). Perco a vontade de comprar certas coisas que abertamente fazem essa distinção de gênero.

    E acho extremamente difícil de conciliar esses meus pensamentos com familiares & amigos brasileiros que simplesmente não vestem seus meninos de rosa ou suas meninas de azul.

    Nós escolhemos descobrir o sexo como uma ferramenta para tentar personificar um pouco mais essa viagem surreal que é a gravidez. Escolhemos um nome para ajudar a criar um “bonding”. Quisemos ver a carinha dela (é uma menina) na 3D para associar o nome a pessoa e ajudar a tornar isso tudo um pouco mais real. Porque como vc leu lá no blog, a gente não acredita nesse passe de mágica que acontece com o positivo do teste de gravidez onde um amor súbito por um ser em formação invade. Com a gente não.

    Meu marido até fez um comentário outro dia dizendo que ele percebeu o cuidado que as pessoas aqui tem tocar no assunto gênero. A primeira pergunta é “vcs escolheram descobrir o gênero?” e depois perguntam se é menino ou menina. No Brasil já perguntam logo se era menino ou menina criando uma situação desconfortável para quem não quer descobrir o sexo ter que explicar… Perderia a paciência no seu lugar também!

    Bjinhos, Barb.

    Curtir

  9. Que legal Helen!!!!

    Meu primeiro bebê também não quis saber de jeito nenhum o sexo… a família toda ficava inconformada rsrsrsr eles queriam saber a qualquer custo.
    Mas eu não quis saber e todos tiveram que aguardar o grande dia! 🙂

    Foi parto natural.
    Meu bebê escolheu a hora e o dia 🙂
    E quando meu primo (que fez meu parto) tirou meu bebê de dentro de mim, gritou:

    É UMA MENINA!!!!!!!!!!!!!!

    Nossa!Sério, me arrepio até hoje só de pensar como foi emocionante!

    Espera mesmo a hora certa para saber… vai ser uma grande alegria independente do sexo do seu bebê!

    Bjs! 🙂

    Curtir

  10. Linda, tempao que nao passo aqui e fiquei tao feliz com a noticia!!!
    🙂
    curta muito tudo e todos nesse período. E se menino ou menina, o que importa é que será muito feliz!
    bjs!

    Curtir

  11. Concordo em gênero, número e grau. Só não conseguiria saber o sexo só no dia. Sou muito curiosa! Se bem que quando Morena nasceu eu perguntei se era menina mesmo :)Vai que viram errado. Eu pedia pra pessoas mais próximas que se fossem presenteá-la que não fosse nessa vibe óbvia de rosa = menina. Morena acabou ganhando poucas roupinhas rosas e o quarto dela é azul. O que importa é Cub vir cheio(a) de saúde. Favor não ir embora sem conhecer minha bochechuda. beijocas

    Curtir

  12. Ahhh adorei essa resposta!
    Rafael sempre disse que quando eu engravidar não quer saber o sexo do bebe, no inicio eu achei isso meio estranho mas hoje já aceitei essa ideia. 🙂
    Ou seja não contarei pra ele pq simplesmente não quero saber tb.

    Curtir

  13. Oba! Obrigada pela indicação desse livro. Não conhecia. Vou ver se encontro para dar uma lida. Já li um da Peggy Orenstein (“CInderella ate my daughter”) que gostei bastante, e também li partes do livro da Jo Paleotti (“Pink and Blue”). Você conhece esses dois?
    Boa sorte nos planos de fim de ano 😉
    Beijinhos!

    Curtir

  14. Também detesto isso de cores. Ah nada a ver isso de menino e menina terem cores específicas!

    Mas tenho que admitir que sou muito curiosa e acho que não vou aguentar esperar pra saber. Acho que para mim vai ser um jeito de me deixar mais calma e poder imaginar o futuro nos momentos de tensão. =)

    Mas acho nada a ver o povo não respeitar a sua opinião. Cada um cada um ué!

    Curtir

  15. É isso aí!! Isso na verdade é cobrança de brasileiro (e outros paises logico), aqui no Canadá tb a maioria nao quer saber, todo mundo me pergunta se eu sei o sexo e quando falo que sei todo mundo fica impressionado, rs. Eu quis saber pq meu nivel de curiosidade é gigante e do marido tb, pra mim ja basta a surpresa do parto hhehe mas quem sabe no segundo?!?! Preciso trabalhar isso hehehe
    Esse negocio de cores.. UM SACOOOOO!!! O quarto do baby aqui vai ser branco e vermelho e olhe la! Mas é taaaao dificil achar coisinhas vermelhas… tudo aqui é azul pra menino!! Claro que comprei coisas azuis de roupinhas, mas a maioria é vermelha e amarela.
    E eu to enfrentando a mania de a criaturinha JÁ ter que ter um nome.. isso é um absurdo tb pros brasileiros… minha cabeça aqui mudou tanto.. aqui temos 1 mes pra escolher depois do nascimento. Nossa lista só tem um nome agora, mas como dar esse nome se ainda nao vi o rostinho dele?! A menina que fez a ultra 4d nossa escolheu o nome pro filho dela depois de 6 meses!!! Acho muito, mas o maximo tolerado aqui acho que ta de bom tamanho 😀

    Curtir

  16. Eu já disse que acho que NUNCA conseguiria, né? Tipo se desse eu já queria saber o sexo do meu baby antes mesmo de engravidar!! =) Mas eu sou curiosa! MUITO curiosa!

    Tb acho “ridículo” essa coisa de azul/rosa MAS até Chanel só se usava azul escuro para mulheres em uniformes. Existe toda uma explicação para o azul e rosa q é associada a “calor”, poder, entre outras coisas e a vestimenta é sempre um símbolo de status. A primeira coisa que te dá uma informação sobre uma pessoa é o que ela está vestindo e no passado a questão da cor e do modelo eram importantes. Tipo, eu nesse exato momento estou vestindo um roupão púrpura comprado por menos de R$50 de poliéster feito na China. Mas no Império Romano só César podia usar púrpura, e durante anos foi uma cor associada com a realeza, imagina eu plebeia usando púrpura? Não podia. Então por mais que tenha muita gente que não ligue – Erick usa rosa, lilás, roxo e fica muito bem com essas cores – tem gente que ainda tem preconceitos. E vestir uma menina de azul não costuma ser um problema, mas vai vestir um menino de 2 meses de rosa para ver se não vão olhar torto! Eu acho vermelho unissex mas uma amiga teve um filho e qdo ela soube que era menino e eu falei q ia comprar um tênis vermelho ela me pediu que não comprasse pq o pai da criança não iria gostar (eu achei bobagem mas não comprei pq não acho q minha amiga merecesse ficar na situação).

    Voltando ao sexo, acho que isso talvez seja pq algumas mulheres sempre se imaginaram sendo mães de um bebê com sexo definido. E aí chega na hora H e a mulher que é louca para ter uma “boneca” descobre que é menino, pode ser complicado ou decepcionante, sei lá! Aí você tem os meses que faltam para se animar e se acostumar com a ideia. Mas é só uma teoria!

    Eu só sei que independente do sexo, eu hoje não faria um quarto amarelo pq eu não gosto de amarelo – pelo menos hoje, vai que amanhã eu mudo de ideia. As roupas de cama que já estão encomendadas serão ou cinza ou bege.

    Beijos!

    Curtir

  17. Nossa, você disse tudo!!! Eu estou grávida de 3 meses e desde o início disse que preferia não saber o sexo… prefiro que as pessoas usem a criatividade nos presentes e tá uma pressão só para que eu fale.. já estava até desistindo dessa história de não saber o sexo, mas vi o seu post aqui e me deu aquela coragem de novo! 😀
    Eu quero deixar para contar no dia do chá de fralda… fazer tipo apostas e revelar para a mulherada e ver quem ficou no time que “ganhou” =)
    Bjs

    Curtir

  18. Nossa, você disse tudo!!! Eu estou grávida de 3 meses e desde o início disse que preferia não saber o sexo… prefiro que as pessoas usem a criatividade nos presentes e tá uma pressão só para que eu fale.. já estava até desistindo dessa história de não saber o sexo, mas vi o seu post aqui e me deu aquela coragem de novo! 😀
    Eu quero deixar para contar no dia do chá de fralda… fazer tipo apostas e revelar para a mulherada e ver quem ficou no time que “ganhou” =)
    Bjs

    Curtir

  19. Oi Angel.
    Que bom que pude ajudar 🙂
    Me incomodou bastante que, no Brasil, as pessoas PRECISAM saber do sexo do bebe alheio…Poxa, se meu marido e eu queremos a surpresa, o que os outros têm a ver com isso?! Aqui nos EUA, no Canadá e em vários países europeus, as pessoas muitas vezes não sabem o sexo, porque é irrelevante (e muitas vezes, como se faz somente uns 2-3 ultrassons ao longo da gravidez, vc nem tem como descobrir mesmo, a não ser que o bebe seja exibicionista kkkkk)
    Beijinhos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s