Week 22: Cub = Mamão e Week 23: Cub = Grapefruit

A 22a semana do Cub foi bem tranquila, sem nenhum grande acontecimento. 
Acho que o highlight foi participar de um evento lá no Palácio Guanabara. É um espaço tão bonito! (nunca tinha visitado o lugar antes…o jardim é belíssimo!)
Já a 23a semana foi ultra, mega corrida! Foi minha última semana no Brasil, e de última hora, tive que dar um pulinho a São Paulo. Viagem bem bate-e-volta mesmo, acho que não fiquei nem 24 horas em SP. Apesar do corre-corre, descobri o seguinte: grávidas não precisam esperar na fila de segurança no aeroporto (e nem na fila do táxi)! E de quebra, ainda dão upgrade de graça em quarto de hotel! ADOREI!!!
Indo para algumas reuniões antes de pegar o avião para SP.
Aqui nos EUA, grávida não tem privilégio nenhum…assistência em geral só é dada aos idosos e portadores de deficiências. Mas mesmo assim, os privilégios deles são poucos (por exemplo, existe assento em transporte público marcado para idosos/portadores de deficiência, mas não existe fila “expressa” para eles no supermercado não…) Enfim, eu já estava acostumada com a falta de privilégio, e como não estou SUPER grávida, não me incomoda nem um pouco ficar em pé em filas…ou seja, nunca vou para a fila de idosos/grávidas/pessoas com criança de colo/etc. Porém, no Santos Dumont e depois em Congonhas, as próprias pessoas “encarregadas” da fila, me tiraram da fila do povão e me colocaram na fila privilegiada! Achei o máximo!!! 🙂 
Poly, no Galeão, a caminho de Chicago. 

Aí, eu, na minha felicidade de utilizar a fila de grávidas, quando fui fazer o check-in na United no Galeão, já no final da semana, para voltar aos EUA, levei um balde de água fria! Na hora do check-in, a atendente perguntou com quantas semanas eu estava, e eu, inocentemente, falei a verdade (23). Aí ela respondeu que, mais um pouco, e eu não poderia viajar!!! Que, a partir de 25 semanas, a Infraero não permite que grávidas viajem em aviões!!! Como assim?!?!?! Aqui nos EUA, 1o, que NINGUÉM pergunta se você está grávida ou não (muito menos com quantas semanas está) e 2o, grávidas podem viajar até a 36a semana, sem problema nenhum. (A partir da 36a semana, você precisa de uma declaração do seu obstetra…e a partir de 38 semanas, tem que viajar acompanhada de um obstetra). Enfim, para alguém que viaja direto que nem eu, achei um absurdo essa regra da Infraero (e só para constar, abro mão de qualquer privilégio em filas, desde que a Infraero não se meta na minha vida!)

O vôo do Rio para Chicago foi meio chatinho…dessa vez, o avião estava cheio, então não tinha como me esticar muito. Resultado: pernas e pés BEM inchadinhos ao aterrisarmos em Chicago. De resto, foi tranquilo. A imigração foi BEM rápida e minhas malas foram as primeiras a sair (woohoo! Nada de mala perdida dessa vez!) Em menos de 40 minutos, já estávamos lá fora, esperando o marido, que acordou cedinho para nos buscar no aeroporto em pleno domingo, as 7 da matina!

Poly, já em Chicago, enquanto a gente esperava o marido chegar 🙂 

Para desinchar (e matar as saudades de Chicago), aproveitamos o dia que estava bem agradável (nublado, porém quentinho) para passearmos pela beira do lago Michigan. Andamos bastante e foi ótimo!!!

E aqui, a foto oficial da semana 23, aonde Cub estava do tamanho de um grapefruit (ou seja, uma toranja…) ADORO grapefruit! É uma das frutas cítricas mais gostosas 🙂 

Um comentário sobre “Week 22: Cub = Mamão e Week 23: Cub = Grapefruit

  1. Ponto pro Brasil em relacao a filas de preferencias para gravidas e idosos. Aqui nos EUA nunca vi, soh mesmo o que voce falou sobre ter algumas cadeiras reservadas para idosos. Ah, minto, eu vi outro dia (depois de quase 10 anos morando aqui) umas vagas de estacionamento numa Target para mulheres gravidas!!!!! Fiquei besta pois nunca tinha visto nada parecido por aqui. haha

    Com relacao a quantas semanas a mulher eh autorizada a viajar de aviao… tb achei pouco tempo que dao no Brasil. Aqui realmente eh mais. Mas olha, do jeito que eu sou cagona, acho que nao viajaria pra lugar algum depois das 25 semanas. Soh o fato de eu acabar inchando todinha num aviao (como voce diz que inchou) ja me assusta. Gravidez em si ja eh um risco pra blood clots (trombose), viajando de aviao entao, dobra. E eu morro de medo disso.

    Que bom que sua viagem foi proveitosa Helen!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s