Eu NÃO sou uma porca, ok?

Acho que, porque nós optamos por não descobrir o sexo do Cub, algumas pessoas ficaram com dúvida em relação ao que chamar o feto/bebê/neném/criança/etc.

Já expliquei aqui que esse “problema” pode ser resolvido simplesmente por chamar Cub de “Cub,” como Thiago e eu temos feito (difícil, né?!)
Vários “cubs” na natureza. Foférrimos, né?! 
Porém, algumas pessoas (inclusive minha mãe!) insistem em chamá-lo de “bacurim.” Originalmente, juro que achava que estavam chamando Cub de “bacuri” (coquinho típico do nordeste), mas depois descobri que, na verdade, não é bacuri e sim “bacurim” (com um “m” no final). 
Aí, lá fui eu no Google descobrir que diachos era um “bacurim.” De acordo com Dicionário Informal, bacurim, “no sertão, é usado para definir filhote de porco, leitão” ou “no Ceará, um filhote de porco, recém-nascido ou muito jovem, que ainda não chegou à idade adulta.” 
Até aí, tudo bem. Leitãozinho, apesar de não ser minha escolha de animal mais fofo do mundo, ainda consegue ser um tanto bonitinho. (Sério, comparem esse leitão, que é fofo, com os cubs na foto acima…os cubs são MUITO mais fofos, né?! Não dá nem para comparar…)
Mas sabe qual é o problema?! 

Se o bebê é um “bacurim,” então, isso quer dizer, que eu sou uma porca!!! (PQP, né?!)
Ninguém merece ser uma porca…principalmente quando podemos ser uma leoa, tigresa, ou gueparda (a mulher do guepardo é gueparda, né?!)
E não é uma questão de “tamanho,” tá? Prefiro até ser associada a uma ursa (já que filhote de urso também é cub) ao invés de uma porca. 
Pelo menos a ursa é limpinha (e não é nojenta, cheia de verme, que come lixo…)
Ou seja, por favor, parem de me associar à uma porca, porque aí já é esculhambação e sacanagem comigo, não acham?! 

14 comentários sobre “Eu NÃO sou uma porca, ok?

  1. hahahahha cada coisa que nos incomodam né? Eu comprava briga séria qd alguém se referia a Morena qd ainda não sabíamos o sexo como ele. Eu obrigava todo mundo a falar no feminino e masculino. Agora me incomoda outra coisa q meu sogro fala q a Morena é uma típica Aleluia. Típica Aleluia um escambau, ela não é filha de chocadeira. Aff!
    beijocas

    Curtir

  2. Engraçado para mim independente do sexo que nascer, até você descobrir não vejo nada de mais de chamar de bebê! Bebê é uma palavra masculina, assim como feto e embrião, mas se eu falasse criança chamaria de A criança pq foi assim que eu aprendi no colégio. Mesmo qdo eu chamo de Baby, sem querer acaba indo o O antes, mas sei lá, acho que é natural. Mas bem as pessoas estranham qdo eu costumo escrever A personagem, tanto que já até me acostumei a escrever o/a. Aliás fato curioso e inútil do dia: você sabia que o correto é a manicura e não manicure? Bizarro, né? Aprendi isso qdo trabalhei em um salão e isso foi BEM antes da Dilma ser eleita e começar a moda do presidenta. Enfim…

    Acho que tb não curtiria ser chamada de leitoa não! Muito estranho! Pelo menos por aí como é indefinido “the baby” deve ser menos estranho. Mas fiquei pensando agora se alguém resolve chamar o bebê de “it” a sério..

    Qdo a minha amiga tava grávida eu chamava o bebê dela de Jelly Beans! Ela achava engraçado e sabia que era carinhoso, pq eu dizia que se eu não gosto de feijão eu não poderia chamar meu sobrinho/afilhado postiço (na época ainda um feto) de algo que eu não gostava, então sei lá pq virou Jelly Beans. Ela guarda o exemplar que eu dei do O q esperar qdo se está esperando que eu dei que tem uma dedicatória especial para o Jelly Beans!

    Eu que já fui de Joana a Renata, passando por Paula, Cibele, Débora e João, tenho roupas que a minha avó fez com joaninhas. Minha mãe não quis saber meu sexo mas ela tinha uma certeza absoluta que eu era menina, nas vésperas de eu nascer, uma das minhas tias resolveu fazer uma manta azul pq vai que vem o João e não a Joana? Mas eu usei a manta azul muito. Agora nome eu só fui ter acho que no dia seguinte ao que nasci, antes era chamada de Psiu pelo meu irmão (o que gerou o nome Silvia). Eu sempre pensei no nome que queria dar para os meus hipotéticos filhos mas já mudei de opinião no quesito nome de menina, algumas vezes. Outro dia vi num seriado um comentário sábio que falava que qdo o casal achar o nome certo, ele vai saber que é o certo e pronto.E eu concordo, mas não vejo mal algum brincar de fantasiar antes, e escolher nomes mesmo que no fim a criança acabe com outro nome, como foi o meu caso!

    Beijocas para você para o Cub!

    Curtir

  3. Sandra, JURO pra você que achava a mesma coisa! (Quer dizer, acho que “bacuri” é um peixe…até hoje…eu sei que é um coco, mas bacuri não é nome de coco e sim de peixe, né?!) Toda vez que falo isso, marido diz que sou louca, mas agora sei que não sou a única! 🙂
    Beijinhos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s