Escolhendo o nome: Carolina não é Qué-rou-lá-í-na

No mundo globalizado de hoje, acho importante nomes serem pronunciáveis em várias línguas, sem mudanças significativas. No meu caso, as línguas que mais dou importância são: inglês, português, francês e espanhol. Ou seja, o nome tem que existir nessas quatro línguas, de preferência sem mudar muito a pronuncia. Como assim?

Por exemplo: adoro Guilherme, mas vira “Guillermo” em espanhol (no me gusta!) e em francês, “Guillaume” (eca! eca!), e definitivamente não rola em inglês! (Curiosidade: vocês sabiam que, Guilherme em inglês é WILLIAM?!?! Tanto que, na mídia espanhola, não é “el Principe William y la Duquesa de Cambridge, Katharine Middleton.” É “El Príncipe Guillermo, la Duquesa Catalina” (e agora) “el Príncipe Jorge” Engraçado, né?!)

Outro nome que adoro, mas que “pega” na pronuncia: Henrique. Acho Henrique em português tão bonito, sonoro…mas aí você fala “Henrique” em inglês e acaba saindo um “Nnn-rrri-quei,” que, vamos combinar, é um bofe latino digno de capa daqueles romances cafonas da década de 90…

Ai En-rrrriii-quei, não me abandone!!!

É frescura essa preocupação?! Pode ser…mas em pleno século 21, com Cub provavelmente tendo três cidadanias, acho que é completamente válida.

Marido, por exemplo, sofre toda vez que tem que se apresentar aqui na terra do Tio Sam. Primeiro que, quando as pessoas lêem “Thiago,” elas acham que o “Th” faz o som “the,” (aquele sonzinho em inglês com a línguinha entre os dentes, sabe? Que muitos brasileiros acabam pronunciando como se fosse “F”), aí acabam chamando o coitado de “Fi-ei-gou.” Isso quando se aventuram a falar, né? Porque muitas vezes acabam tentando ler, desistem e aí perguntam para ele. Mas ouví-lo pronunciar o nome também não ajuda muito não, pois as pessoas se enrolam todas, já que não existe Tiago/Thiago por essas bandas (curiosidade inútil 2: Thiago/Tiago na verdade vem de Iago, que em hebraico é Jacó, e em inglês é James/Jacob).

Jacó lutando com um anjo, pintado por Rembrandt.

Ou seja, não é a toa que grande parte dos meus amigos globalizados hoje escolhem nomes tipo Lucas, Rafael, Sofia, Olivia, Daniel, e Isabela para os filhos.

Resumindo: o nome do Cub tem que
1) ter a letra “h”
2) não ser um nome popular
3) não ter nenhum estigma prévio
4) existir em inglês, português, francês e espanhol, sem mudanças profundas na pronuncia

Amanhã, mais uma condição na escolha do nome do Cub 🙂

PS – O título desse post é porque uma das minhas amigas queridas que mora por aqui, cujo o nome é Carolina, sempre acaba sendo chamada de “Qué-rou-lá-í-na” (Carolina pronunciada em inglês), pronuncia cuja qual ela não é muito fã…


18 comentários sobre “Escolhendo o nome: Carolina não é Qué-rou-lá-í-na

  1. hahahaha, ri com este post! Super interessante a curiosidade sobre os nomes, eu não sabia disso e adorei saber!
    Seus critérios quanto a escolha do nome estão bem difíceis, rs… mas concordo que sim, tem que ser um nome de pronúncia fácil, tanto ai ,quanto no Brasil.
    Lembrei que quando eu fiz estágio em um centro de saúde em SP, o lugar atendia pessoas bem simples, e geralmente quanto mais simples a pessoa era, mais “criativa” era para a escolha do nome do filho(a)… Meu Deus, era cada nome que aparecia. E teve sim, uma “Kérolaine”, hahahaha.. lembro que a pediatra chamou pelo nome da criança dizendo “Carolina de tal” e mãe a corrigiu e disse o nome dela é “Kérolaine”, hahahaha, nunca mais eu me esqueci disso!
    Agora o nome que bateu todos os recordes de sem noção foi **Sherazadelaine**, provavelmente mistura de Sherazade com Eliane/Elaine. Eu morro e não vejo tudo :-). Bjs

    Curtir

  2. … Sofia eu tiraria da lista de primeira!!!!

    “Sô fia” da Helen e do Thiago… aiiii vixiiii não rola! kkkkkk

    Estou pensando em alguns nomes pra jogar aqui, quem sabe vc não se inspira!

    Thaís, como já disse antes é o nome mais lindo de mulher que já vi! E a pronúnciaé a mesma até em GREGO!!!
    Forte e ao mesmo tempo feminino… Não é a toa que é o nome da minha filha 😛

    Curtir

  3. Helen, estou adorando os post sobre a escolha do nome do cub 🙂 Eu n estou gravida, n tenho previsao de qndo vou ficar gravida rsrs e estou constantemente a procura de nomes hahaha 🙂 Eu adoro Mia, mas hoje em dia tem uma Mia em cada esquina hehehe Aqui em casa eu e marido tbm encrencamos que tem q ser nome curto, ideal com 4 letras ou menos rsrsrs

    Curtir

  4. Olá Helen, tudo bem?
    Desde pequena sempre tive esse “trauma”, minha mãe resolveu colocar um nome super diferente pra mim, achando que seria legal/bonito, mas acabou não sendo… Falam todos os nomes possíveis, menos o meu!
    Quando era pequena, e alguém errava meu nome eu ficava com raiva, fechava a cara e tudo hahaha agora já estou acostumada, mas depois de ler o seu post logo pensei “Ferrou!! Nem os brasileiros falam meu nome certo, imagine o resto do mundo?!” Ta aí uma desvantagem por ter um nome muito diferente…
    obs.: Até minha mãe erra meu nome as vezes, vê se pode…

    Curtir

  5. Ai meu deus! Sherazadelaine é maldade!!! Uma amiga minha pediatra que fez residência lá no Fundão no Rio tb comentou que escutava os nomes mais bizarros (o melhor foi “Arleideivison,” que, pelo que ela me contou, quando foi puxar papo com os pais da criança, perguntou se eles gostavam de motos, por causa do nome, já que a “pronuncia” era para ser Harley Davidson, mas os pais nem sabiam que isso era nome de moto…dá vontade de chorar, né?!)

    Curtir

  6. NUNCA tinha pensado nesse “problema” de “Sô fia” (e olha que conheço VÁRIAS Sofias/Sophias!) Contei para o Thiago, que morreu de rir!!! kkkkk
    Thaís realmente é muito bonito, mas infelizmente, com Th, teria o mesmo problema que o Thiago tem…(tenho medo de virar “F-aís” quando as pessoas forem ler…o que é uma pena…e aí, sem o “h,” quebraria um dos meus critérios chatos kkkkkk)
    Beijinhos!

    Curtir

  7. Mia, Emma, Chloé… todos nomes lindos que agora dão que nem chuchu na serra, né?! (E por mais que eu adore Chloé, não dá para brasileira com esse nome…até você explicar que a pronuncia é “clô-i,” vão chamar a pobre coitada de “chi-loé,” que lembra chulé, e aí fico imaginando a pobre coitada da Chloe sendo bulllied no jardim de infância…)

    Curtir

  8. Viu, por isso que acho importante levar em consideração essas “frescuras”…dá um trabalho danado! Meu nome nem é tão diferente assim, e no Brasil, já me chamaram de Helena, Eliane, Érica (?!) vá entender….

    Curtir

  9. Jura que te zoavam com “Melanie”?! Mas é tão bonito e não acho tão “estranho” no Brasil assim…minha prima é Melanie também! (vulgo: Meli e mais tarde, Mel) Mas apesar de ser criada no Brasil, o pai dela é alemão (pelo visto é um nome mais comum em países germânicos, né?!)
    Beijinhos!

    Curtir

  10. Eu que sei o q é isso tb!!!! Uó!! Ainda mais nome de menino.. Sofrido!!! E ninguem entende o pq a gente so definiu mesmo na hora de ver a carinha dele… É complicaaaaaaado….

    E é por isso q falo q meu nome é Carol… Aki as vezes no laboratorio me chamam de carolaina e as vezes de carolina mesmo.., mas.. Carol é beeeem melhor hehehe

    Curtir

  11. Me divertindo com a sua serie de posts!!! Nao estou gravida e nem planejando, mas confesso que me preocupo com isso tbm! E aqui pra mim precisa soar bem em potuguês, inglês e francês!!!!
    Aguardando ansiosamente o desfecho da historia!!! hahaha
    Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s