Week 37: Cub = Acelga Suiça

Aparentemente acelga suiça parece mais uma couve…(e ainda estou pensando o que diachos farei com essa hortaliça…no momento, estou seriamente considerando utilizá-la em um suco verde) 
Chegamos a reta final! Cub já é considerado termo, ou seja, pode chegar a qualquer momento (estatisticamente falando, deve chegar entre os dia 17/11 e 15/12, o que é zero preciso, né?! kkkk) Na verdade, na nova definição do American College of Obstetrics and Gynecology, entre 37 semanas e 38 semanas e 6 dias (23/11), Cub é considerado termo precoce. (Termo completo é entre 39 semanas e 40 semanas e 6 dias, e termo tadio entre 41 semanas e 41 semanas e 6 dias. Essa mudança de linguagem foi feita para enfatizar que procedimentos eletivos, tipo cesárias sem indicação médica, induções, etc só devem ser feitas a partir da 39a semana, ao invés da 37a). Ou seja, é melhor Cub ficar no forninho até pelo menos dia 23/11, apesar do espaço barrigal estar completamente limitado e diariamente eu ter sensações que lembram Sigourney Weaver em Alien…
A semana começou meio estressante…pela primeira vez, tive que abandonar a Poly no canil e isso partiu meu coração! Seguinte: toda 2a, 3a e 5a, para trabalharmos melhor (e para a Poly se socializar com outros cães), deixamos ela de manhã cedinho na creche canina, vamos para a biblioteca, e em geral, voltamos para buscá-la em torno das 19h (a creche fecha as 21h). Aí, na segunda-feira, marido teve reunião com o orientador dele às 17:30. Até aí, tudo bem, pois concluí que mesmo se a reunião durasse mais de uma hora, a Poly poderia ficar na creche até as 21h…19:30 eu mando mensagem para o marido perguntando se a reunião está acabando, e nada. 20:00 mando outra mensagem, lembrando que a creche canina fecha as 21h, e que temos que sair estourando do campus as 20:30 e, novamente, nada! 20:30, finalmente criei coragem e bati na porta da sala do orientador do marido, atrapalhando a reunião, para pegar a chave do carro e ir buscar a Poly…só que tinha nevado, eu não conseguia andar rápido, resultado, só consegui chegar no carro lá pelas 20:50, e a creche ficava a uns 15 minutos de distância, então tive que ligar para a creche canina, chorando, e pedir para minha cachorrinha ser transferida para o hotelzinho, para passar a noite lá, porque não conseguiria chegar a tempo. Para completar, como marido e eu tínhamos saído de casa de manhã juntos, eu estava sem a minha chave de casa, então acabei indo para a casa de uma amiga (que mora na minha quadra), chorando por ter abandonado a Poly. Bem, basta dizer que, desde então, não tenho mais trabalhado na biblioteca e tenho ficado em casa com minha cachorrinha… 
Depois do drama de segunda-feira, a semana melhorou…Finalizamos nossas “preferências de parto” (linguagem mais simpática do que “plano de parto”) e também compramos tudo que estava faltando na nossa listinha (inclusiva as calcinhas de velha corococó). Penduramos os quadros na parede do escritório/nursery e como o jogo de berço chegou, resolvi enfeitar o berço (e parar de utilizá-lo como “jaula para itens que ainda não sabemos aonde ficarão”). Ficou bonitinho, né?!  
Tem duas frases do Dr. Seuss, uma do Harry Potter, uma do Walt Disney e outra aleatória. 

Uma das frases que mais amo do Dr. Seuss. 

E aqui o berço com o mapa fofo, do post original sobre o quartinho. (Eu sei que hoje em dia a Associação de Pediatria Americana não recomenda usar protetor de berço, pois eles aumentam o risco de síndrome da morte súbita infantil, tanto que aqui em Chicago, a venda de protetor de berço é proibida, mas como Cub não dormirá nesse berço durante os primeiros 2 meses mesmo, resolvi deixar enfeitando…)

Estou completamente in love com essa estampa de mapa… 
Dá até vontade de encomendar para a minha cama! 
Ah, na sexta fui ao médico e está tudo super bem encaminhado. O processo de dilatação já começou, o que é um bom sinal, mas não quer dizer muita coisa em termos de previsão…  Nas palavras do meu marido economista, “é uma condição necessária, mas não suficiente” para entrar em trabalho de parto em breve (sendo que, o “em breve” continua sendo definido entre o dia 17/11-14/12). Dadas as várias contrações de Braxton-Hicks que venho sentido já há semanas, a posição do Cub, e a dilatação, de acordo com meu médico fofo-que-eu-amo, a probabilidade de termos que fazer uma indução artificial e/ou terminar em cesárea é bem baixa (YAY!!!), pois tudo está andando no ritmo certinho 🙂 
Enquanto isso, sigo trabalhando, mas com direito a um cochilo vespertino religioso de cada dia, porque ninguém é de ferro!

2 comentários sobre “Week 37: Cub = Acelga Suiça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s